Menu

Sebrae/SC atua com empresariado local para tornar Luiz Alves referência nacional na produção de cachaça

06 MAI 2018
06 de Maio de 2018
Conhecida como a Terra da Cachaça, Luiz Alves coleciona premiações nacionais e interacionais com a produção artesanal da bebida. Atualmente, a destilaria é uma importante atividade econômica do município e também tem sido adotada como elemento de identificação para a estruturação turística. A tradição, que atravessa o tempo com o sabor da cultura da cidade, vem ganhando cada vez mais adeptos, mas os produtores ainda sofrem algumas barreiras na hora de comercializar a bebida. Segundo dados do Sebrae SC, a concorrência com grandes produtores nacionais e a carência de um planejamento estratégico são os principais pontos a serem trabalhados.

O Sebrae/SC vem desenvolvendo diversas ações em parceria com a Prefeitura, através do Programa Cidade Empreendedora, visando incentivar o crescimento da economia local através de diversas iniciativas, explorando os potenciais da cidade e protagonizando os micro e pequenos negócios. Nesse sentido, as forças produtivas e o governo municipal atuam para tornar Luiz Alves referência nacional na produção de cachaça artesanal.

Desde o segundo semestre de 2017, são realizadas análises, diagnósticos e seminários para identificar os potenciais econômicos do município. Dentro dos três setores econômicos – primário, secundário e terciário – a produção de cachaça artesanal é uma das principais atividades econômica da cidade. “Na elaboração do Plano de Desenvolvimento Econômico Municipal vamos identificar os fatores facilitadores e os restritivos, bem como, definir a visão de futuro e as estratégias relacionadas para fortalecer cada setor econômico de Luiz Alves”, explica o consultor do Sebrae, Rafael Koepp Soldateli,

Entre os onze produtores que participam do programa, estão a Cachaças Bylaardt e Cachaça Wruck, que recentemente receberam medalhas “duplo ouro”, na categoria envelhecida do Concurso Mundial de Bruxelas, em Recife. Márcio R. Van Den Bylaardt, sócio proprietário da Cachaças Bylaardat, destaca a importância da iniciativa. “É de suma importância a implantação desse projeto para nós produtores de cachaça. As técnicas irão aprimorar o desenvolvimento das nossas pequenas empresas e nos capacitar para a disputa do mercado, visando a competitividade, eficiência e qualidade”, comenta.

O proprietário da Cachaça Wruck, Adolar Wruck, ressalta que desde a década de 1990, os produtores locais veem investindo cada vez mais em maquinários e técnicas de produção. “Precisamos desenvolver mais o marketing e mostrar para o consumidor que nossos produtos tem muita qualidade e, prova disto, são as inúmeras premiações que recebemos a cada ano”, afirma o empresário.

Vandrigo Agliberto Wust, secretário de turismo de Luiz Alves, acredita que a parceria entre o setor público e o Sebrae é o melhor caminho para trazer o produtor para dentro da prefeitura. “Quem faz o turismo e o desenvolvimento econômico da cidade é o setor privado. Já o público tem por obrigação apoiar e trabalhar lado a lado. Os produtores veem muita credibilidade no Sebrae e nós acreditamos neste projeto”, diz.






Fonte: Agência namídia
Voltar